Todos os agoras

Todos os agoras

A insensata vontade do agora nem sempre se reveste do valor que lhe entregamos no futuro. É verdade que devemos viver o momento, entregarmo-nos a ele com a essência duma cachoeira que nos resvala os socalcos da memória. Mas não podemos deixar o progresso ser bloqueado.

Devemos criar o agora, sim, vivê-lo, contudo, jamais desprezando o plano que nos definirá o traço do depois. Um fino é bom, dois finos são óptimos, mas o terceiro já nos pode estar a roubar o marisco do jantar. É preciso avaliar, ajuizar, medir e seguir. Seguir sempre, infindamente, sem nunca descurar, porém, o que depois vem. Podemos duvidar dele – duvidamos sempre -, mas não nos convém subestimá-lo. Ele chegará. Pensar que ele pode não chegar só é bom nos panfletos das publicidades supérfluas: não deixe fugir esta promoção. Mas o agora traz-nos bacalhaus para casa, ao preço da chuva, que só comeremos no Natal. Três bacalhaus para o Natal, à farta, mas sem os aperitivos no Verão. Perdeu-se um agora, por um outro agora que antes existiu. E isto é que não se mede.

O agora é bom, vai ser sempre, é a prova de que existimos, de que vivemos, de que sentimos. O agora rouba-nos o pensamento e entrega-nos ao regaço dos acontecimentos, à maravilha do sol que bate, do vento que sopra, da prosa que flui, da mulher que se encanta. Mas não nos dá o futuro. O futuro faz-se de objectivos e só os objectivos se definem de importância, quando os agora se fazem em função deles. Os viajantes, semelhantes a pessoas sem sentido para a vida, só agarradas ao momento da viagem, à sensação do desconhecido que se apodera dos sentidos e faz o conhecimento mais amplo de que há memória, são pessoas ponderadas, sabedoras do que desejam. Ponderam que o agora delas é a viagem e, portanto, seguem a rumo desse objectivo. Abandonam os outros agora mais supérfluos. E falta-me essa aprendizagem. Todos os agora ainda me parecem importantes e não são.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s