O vazio que os preenche

O vazio que os preenche

Sabendo eu o tanto que tenho a melhorar em mim, custa-me muito criticar os outros. Não acho que tenho uma qualquer fórmula de viver mais certa que a de alguém: tenho apenas a minha.

A minha forma de viver tem muitas coisas certas, estou em crer, mas também tem muitas erradas, ou, ao menos, diferentes. É assim a vida, todos a olhamos de forma diferente. Essa diversidade é que enriquece o quotidiano e nos permite fugir do engaiolamento das rotinas. Porém, há também quem me tire do sério.

Bem sei que nem todos os trabalhos são de sonho, que nem todos temos a felicidade de fazer o que gostamos, ou de descobrirmos coisas que gostamos no que fazemos, mas há uma coisa que eu julgo ser fundamental: respeitar os outros.

A vontade imensa de falar, de não conter palavra alguma dentro de si, de falar de tudo o que não envolva trabalho, no decorrer das horas de trabalho, é uma prova maior de que vai dar (…). Abri o parêntesis, não me pareceu oportuno, tampouco delicado, dizer: merda.

Mas a verdade é essa, vai dar merda. Não precisamos de ser estudiosos, de ser os melhores profissionais do mundo, basta-nos ter um pouco de brio. Se estamos a ser pagos para fazer aquele bocadinho de trabalho (que não estou a falar de muito, acreditem), podíamos pelo menos concentrarmo-nos e deixarmos que os que nos rodeiam se concentrassem também.

Não sou de todo um anti-social, e quem me conhece sabe-o bem, mas também não sou pessoa de aguentar chatos. Gosto pouco que me bombardeiem de informação, quando não é o momento disso e a informação é de qualidade duvidosa. Há momentos para tudo, e quem não o compreender vai estar sempre um passo atrás dos outros. Ou, então, não vai. Porque nem se vai aperceber disso.

Enfim, precisava apenas de desabafar, de tornar inaudíveis as tantas palavras que me zombam pelos ouvidos e cabeça, enquanto organizo a minha atenção para o que importa. E não é o trabalho. É o presente e futuro. Apenas o meu presente e futuro não se fazem do vazio com que outros se preenchem.

One thought on “O vazio que os preenche

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s