Dia do livro

dia do livro

dia do livro

Hoje é o dia do livro. De capa rija, de lombada mole, de papel espesso ou reciclado, não importa. É o dia dele.

Não o acompanho desde sempre, apesar de ele nunca ter deixado de me acompanhar. Ele é assim, o livro. Existem fases da nossa vida em que nos desligamos dele, não o suportamos, como se até parado na estante bradasse, mas ele nunca desiste, segue sempre ao nosso lado à espera do momento em que o voltaremos a pegar, a levar connosco para todo o lado. O momento em que deixaremos de imaginar uma espera sem ele, um deitar sem ele, umas férias sem ele. O livro não desiste, perdura.

Há livros bons e maus, como as pessoas. Uns sabemos de antemão que, dali, daquelas mãos que o redigiram, não poderá vir grande coisa; outros, pelo toque da pena do autor, já sabemos que serão sublimes; e ainda há os desconhecidos, de capa bonita e título apelativo, que foram um erro, e os de capa feia e título descabido que foram uma agradável surpresa.

Os livros são assim, são gente. E hoje é o dia deles.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s