Coisas por fazer

lareiraCom o tempo deslembrado da alegria do sol, penso no tanto que há por fazer. A lareira crepita no fundo dos pés, acesa, a aquecer e aconchegar. É bom o sedentarismo de um porto seguro, mas o mundo acontece lá fora e um dia foi-se. Desaparecemos nas cinzas da lareira que fornalha fumo quente. Ficamos pó e a circunferência da terra continua a girar.

Não conquistei nada, ainda, porque continuo, então, tão parado? Não cheguei a lado nenhum, pequena foi a viagem que fiz. Preciso de movimento.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s