Coisas

Rombos que nos furam, perpetuam latejos de dor e surpresa. Partidas são sempre partidas, não há fuga à despedida, à imagem translúcida de uma volta que não se sabe se acontece, mas adivinha-se que não.
A vida é mesmo uma puta, como dizia o Miguel Esteves Cardoso. Por muito que seja linda, como também ele dizia. É linda a puta da vida. Mas para ser linda e puta tem que embrulhar tantas coisas, tantas sensações. É um adeus e um olá.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s