Lá foi o Aníbal

Não podia ser. Sozinho no cimo da cama, a passar a mão pelo vazio de um lençol que sequer se encorrilhou, muito menos se aqueceu. Sozinho.

As palavras presas no céu da boca, como um pedaço de carne empapada que não foi deglutida. A mão suspensa, procurando amizades que uma vida de partilha esculpe, como um dorso do poeta. As mesas da sala e da cozinha vazias, despejadas de conversa e à procura das chávenas que as lapidavam. Pungente, a chuva bate mas o coração abranda.

Onde estás, Lena? Responde-me, diz-me para onde foste que eu vou buscar-te, trazer-te para o meu sítio, que é o nosso. O corpo já não me permite novas vidas, como sabes. Estavas lá quando o doutor disse que isto agora era a caldos de galinha, que até o meu tintinho tinha que acabar. Anda-te embora, Lena, o teu sítio é aqui ao pé de mim, a sossegar-me as dores e a abraçar-me as angústias. Já sabes que a vida é para ser refilada, mas refilada sozinha já não tem graça. Eu até ao café deixei de ir, mulher, e agora é que tu me vais! Anda-te embora, Lena.

E o tempo passava no ponteiro como um comboio na linha de ferro de um apeadeiro, imparável. Os anos já não se moviam como forças a serem conquistadas, somente se amontoavam como recibos de contas da luz na gaveta do móvel de entrada. O Aníbal, certo de que o corpo já não respondia, compreendia que tinha que viver uma nova vida aos setenta.

Mas não, fechou os olhos, deixou a manhã cair na janela como uma gota de água na caneja. E partiu. Não foi o coração, não foi as artroses, tampouco o fígado. Foi a saudade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s