Se fosse neve…

Meio especado, vê a chuva a cair em pedra. É granizo, filhote, diz a mãe retumbando de um lado para o outro, ora com a malinha de mão, ora com a mochila dele.

Agora anda, Renato, que está na hora. De quê? Da escola, rapaz, não vês que já são 8h30? Oh mãe, e a neve? Não é neve, é granizo. Mas está branco! Pois está, filho, mas isso é porque o granizo também é branco, mas, agora, despacha-te, ou vamos atrasar-nos.
E lá foi ele, a pisar o branco do granizo, como quem pisa o branco da neve. Era igual. Ao menos, para ele, era igual – nunca tinha visto a neve nem o granizo, nem nada.

Na escola, estavam todos a atirar aquelas pedrinhas, que se desfaziam na viagem pelo ar, do João ao Nuno, mas o Renato não pegou no granizo nem entrou na brincadeira.

Porquê que não jogas também, Renato? Isto tinha piada era se fosse neve.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s