Que venha um novo ano

Quando tenho tanto que quero fazer, muito mais que sonho alcançar, torna-se complicado fazer rescaldos.

Então, penso assim: Sorri? Pois claro que sorri. Chorei? Pois claro que chorei. Tive medo? Pois claro que tive medo. Rodeei-me de pessoas de que gosto e outras de que não gosto tanto? Pois claro que rodeei. Bati com a cabeça? Pois claro que bati. Encontrei coisas que não esperava e perdi outras dadas como certas? Pois claro que encontrei e perdi.

Então, desejo que 2014 seja, ao menos, como 2013. Que estive vivo não há grandes dúvidas, portanto que a saúde se mantenha, com menos sustos que este ano, se possível, que do resto trato eu. Conforme me compete, aliás.

Feliz passagem de ano para todos e que 2014 vos traga a segurança da vida, para com ela fazerem o que entenderem. Eu quero sorrir e chorar, errar e aprender, arriscar e temer, porque assim é que estarei vivo. A respirar a felicidade que ambiciono.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s