Manhã de segunda-feira

A noite vem, cai como um rochedo no marasmo das saudades do Verão. Fria como uma Paris vestida de inverno, galante, para provocar fotos de cachecol e gorro, de viagem pela torre e pelo Sacré Coeur.

Hesitante, aguardando pelo fim de novelas e novelas, ditas da vida real, amarfanho o teu sentir nos meus braços, claudico as forças e deixo o quente do édredon abraçar-me, conforme me abraço a ti. Com a chuva a cair no ralo, percebo que já estou no chuveiro, que a semana já começa.

A meteorologia, na rádio, anuncia que o frio veio para ficar, mas fica só para quem não tem o coração aquecido. Sedento de mais uma semana, esfrego as mãos, puxo o capuz, corro o fecho do casaco, agasalho o pescoço e sigo. Estrada afora, semana adentro.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s