Merda da política

Parece-me tão triste a maneira que este país está. As pessoas novas a tentarem por tudo emprego, a dizer que são o que não são, a esconderem o que são para tentarem ser o que não são. Os mais velhos, coitados, sem saberem o que são. Após tantos anos, tantos descontos, tantas tardes de domingo a solhar os pés, pela semana de segunda à sábado a trabalhar, sem saberem o que são. Tinham uma ideia de serem trabalhadores, mas, hoje, não sabem o que são. Como posso ser trabalhador se não trabalho?, perguntam. E ninguém responde, ninguém sabe responder. O país está parado.

Os mais jovens lá vão, todos os dias descubro um novo lá fora. Os mais velhos estão cansados, pois pudera. Cansados mas não é de trabalhar, é de desviver nos dias sustidos. Conheço muitos que morrem nas paredes de casa. Ainda estão vivos, ainda respiram, mas estão a morrer nas paredes que são prisão. Outrora, descanso. Hoje, prisão.

Eu, feliz, sou novo e trabalho. Não ganho para saber que o futuro vai ser sempre a sorrir, mas não arrelio a cabeça nas paredes de casa, não deixei a minha mãe numa lamúria que já fica quando vou quinze dias de férias, nem pus o meu pai preocupado, a dar recados pelo telefone como quando estou aos dois dias fora de casa. Fui feliz na sorte que tive.

Os outros, os desafortunados, pensam em matar o governo, pensam em matar a oposição, pensam em matar tudo.

E o triste, no meio disto, é que eu continuo a ver os políticos, os daqui da beira e os de longe, do parlamento e governo, a rezingarem por miudezas. É este que diz que fez e o outro que diz que não fez, é o que fez e aquele que diz que preparou, é o que abre a tampa difícil e o demais que refere que ele é que deu folga para ela se soltar. Mete nojo. Sabem, mete nojo.

Temos um país a morrer e a vossa preocupação são os louros. E isso é que é a merda da política. A merda de interessar os louros, o carimbo do feito e do não feito. Nós queremos mais que se marimbe isso. Nós queremos é condições.

Enfim, queremos uma vida.

Ral
http://www.bubok.pt/livros/6257/Realidades

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s