Amor de Exaltação

anos de casamento, hino ao amor, paisAmor escreve-se com poucas letras,
Sente-se quente na imensidão,
Não se põe em gavetas,
Leva-se sempre no coração.

Não basta amar uma vez,
É preciso amar cada dia,
Não deixar cair nada na escassez,
Para atingir a alegria.

Amar é respirar, sentir,
Fazer tudo por tudo,
Não mentir,
Ir a fundo.

Não se ama na metade,
Parte-se em muitos, em pedaços,
Mas sempre em verdade,
A aumentar laços.

Chamar amor
É dizer que se quer,
Seja no fervor,
Ou no pequeno prazer.

Amo o amor,
Mas não é somente o amor de definição,
É o amor que acolho no meu pavor
E acaricio na minha exaltação.

 

Para encomenda de livros, sem portes: ricardoalopes.lopes@gmail.com

Para compra directa: http://www.bubok.pt/livros/6257/Realidades

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s