Primavera

primavera, campos, flores, plantas, portugal, françaEla nasce a sorrir no céu e cintila nas flores e plantas, que se colhem do chão ou se apreciam na paisagem. A Primavera é uma fase de luz. No Verão o sol encandeia, é forte e queima, na Primavera ele somente alenta, dá cor.

Os campos verdes vestem rosas, azuis e amarelos, de flores que tanto nos dizem. Não sou entendido nos seus nomes ou características, mas possuo destreza no apreciar delas. Sorrio ao vê-las plantadas na imensidão que nos diminui ao sítio que devemos pertencer. Por estes dias, vi em França paisagens diferentes das de cá. Diferentes não na beleza, diferente nas formas como estão ornadas, nos tipos que por lá nascem. A mostarda, que tanto jeito nos dá nas sanduiches, por lá ajuda a colorir o verde. Contrasta. Por cá, com menos amarelo de um lado, colocamos mais verde de outro, mais azul ao centro, não importa. É bonito na mesma. E a beleza não se compara, distribui-se. Goza-se.

Vivemos na Primavera à espera do Verão e a esquecer o Inverno. O Outono não conta. Vivemos sorridentes com a luz das flores, com os espirros das alergias e com a certeza que o sol também vai queimando, fazendo graça na cor da pele. Convençam-se, a Primavera não é transição, é uma estação cheia de imensidão.

Para encomenda de livros, sem portes: ricardoalopes.lopes@gmail.com

Para compra directa: http://www.bubok.pt/livros/6257/Realidades

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s