Alegria

alegria, felicidade, boa disposiçãoEscrever sobre a alegria é sobejamente mais complexo que senti-la. Senti-la é notá-la a transitar-nos as marinhas, as pernas, o peito e a soltar-se no rosto, no sorriso rasgado.

É um sentimento que vive de átimos, de afluências fortes pelo coração do nosso corpo, pela alma da nossa existência. No fundo, vivemos para ser felizes, para encontrar momentos e pessoas que nos alastrem essa sensação viciante, ao ponto de descurarmos os ensejos mais amorfos. Ser feliz é saber que a tristeza faz parte, sem deixar que ela nos castre o que de melhor temos. Castrar não é somente aniquilar, também pode ser diminuir, perceber como algo miúdo.

Alegria é tão bom, é sorrir. Sorrir propaga os anos de vida, faz crescer os instantes de uma existência que tende a ser curta, para realizar tudo o que desejamos. Ser alegre é ser parvo, desajustado do mundo cinzento que nos tentam impingir. Eu só compro o que me faz falta, a economia assim me obriga. Por isso, cabisbaixo, cinzento? Fiquem vocês com isso, que o pouco que tenho é para investir no colorido, nas sensações quentes de uma vida a ferver. Alegria é o nome do meio de felicidade. Assim, como quero ser feliz, não perco uma metade de alegria.

Hoje estou alegre, com traços fortes de felicidade!

Para encomenda de livros, sem portes: ricardoalopes.lopes@gmail.com

Para compra directa: http://www.bubok.pt/livros/6257/Realidades

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s