Dias Ferreira, que idade tem?

Dias Ferreira, vergonha, SIC, dia seguinte, espetáculo deprimenteQue espectáculo deprimente, este Dia Seguinte ou lá como se chama. A SIC paga a factura do tipo de programa que quer construir. Ali, naquele estúdio, em todas as emissões do programa, jamais se discutiu futebol com discernimento. Um espectáculo circense, é o resumo.

Não destaco nenhum dos três, pois considero todos demasiado incompetentes para discutir futebol. A postura, as observações, a discussão, tudo demasiado fraco. No entanto, preciso mesmo de destacar. Este Dias Ferreira é um ponto. É uma criança que se traveste de pessoa influente e importante. Em todas as discussões acaloradas ele aparece com argumentos dignos de um menino de doze anos, completamente entalado numa troca de vitupérios. Não sou capaz de jurar que ele já não tenha dito: quem diz é quem é.

A postura, antes de se ofender solenemente, por na opinião dele o apresentador não ter o direito de lhe retribuir a ofensa, demonstra uma criança mimada, que acha que pode fazer os papéis ridículos que quer. Seja o do Benfica, seja o do Porto, são defensores acérrimos dos seus clubes, muitas vezes com argumentos ridículos, porém não se assomam a atitudes destas. São bregas para aquela função, mas pelo menos mantêm a postura de adultos. Adultos pouco capazes daquilo, mas adultos. Este programa é um triste espectáculo de televisão, mas este senhor Dias Ferreira consegue ser uma tristeza dentro da tristeza. Já tinha ameaçado sair vezes sem fim, já tinha tido atitudes de catraio, argumentos de fedelho e agora saiu mesmo. Quem é que ele acha que é? Um puritano que não está para aturar os outros e faz o que quer?

Se com o do Benfica chama-lhe burro, ao apresentador diz que não gosta dele. E, melhor, sai do programa porque o apresentador não tinha o direito de lhe retribuir a ofensa, tal como ele referiu! Quer dizer, eu se fosse director de programação da SIC, creio que resgataria o Buereré do baú e oferecia-o ao Dias Ferreira. Só ao Dias Ferreira. Para ele se divertir naquela criancice, que considera a de um adulto importante e majestoso. Triste personagem.

Para encomenda de livros, sem portes: ricardoalopes.lopes@gmail.com

Para compra directa: http://www.bubok.pt/livros/6257/Realidades

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s