Sr. Belmiro, esta é para si

belmiro de azevedo, sonae, interesse, cavalaSabe, falar do cimo de púlpitos, é sempre caminho para nos vermos mais alto que os outros. Por vezes, não somos nós que subimos, são os outros que são colocados mais para baixo.

Novamente, não lhe gabo as palavras. Note-se, sou um profundo admirador do seu percurso, da forma como enlevou um negócio e se tornou bem-sucedido. Sendo eu ambicioso, naturalmente faço-lhe a vénia. Porém, permita-me dizer, está a tornar-se claustrofóbico. Claustrofóbico num sentido oposto ao de estar fechado. Digamos, um normal claustrofóbico tem receio de locais fechados, enerva-se; vossa excelência, tem receio de locais onde os números não imperem. Obviamente, pôs-se lado a lado com o nosso prezado Gaspar, a ampará-lo, pois também você perdeu a capacidade de ver as pessoas além dos números. Para si já não existem sentimentos, existem break-evens, balanços, margens brutas e líquidas. Pessoas, zero!

Mas sabe o caricato disto? No único momento que se falou de tirar as patrões, ah carago! Qual mosca tonta, era vê-lo a zombar para todo o lado, a disparar desgovernado para tudo o que era ministro. Agora, como lhe convinha pagar menos aos seus funcionários e aumentar as suas margens, há que defender o Gaspar; há que chamar carnaval às manifestações. Vá para o raio que o parta. É mais um ser desprezível, que faz uso da palavra para proveito próprio.

Não existe um único patrão neste país, nem neste mundo, que não deseje ganhar mais dinheiro, aumentar as suas margens. Porém, vendo as pessoas a sofrerem, a serem privadas de tudo o que deveriam ter direito, pelo menos abstêm-se de falar. Mas você não, não é? Já se sente mais importante que tudo e todos, já sente que as suas palavras são ordem. O governo tira-lhe, vamos chamá-los de incompetentes; o governo tira ao povo, vamos tratar de apoiá-los e atingir as pessoas no fulcro, espezinhá-las. Mal empregue seria boicotarem-lhe tudo o que é negócio! Aí sim, queria ver a sua postura. Talvez, quem sabe, viria acusar os portugueses de serem burros de não comprar na Sonae, não?

Senhor Belmiro, é alguém com um percurso notável, mas não se ache mais que os outros. Relvas, Borges, Gaspar, Coelho, são todos farinha da governação, nada de mal lhes acontece, o peso do povo não os consegue mover (infelizmente); agora você ponha-se a toques, que vive das compras do povo e qualquer dia as cabalas que faz contra o Soares dos Santos deixam de resultar!

Para encomenda de livros, sem portes: ricardoalopes.lopes@gmail.com

Para compra directa: http://www.bubok.pt/livros/6257/Realidades

4 thoughts on “Sr. Belmiro, esta é para si

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s