País para velhos, ou nenhuns

bebés, nados vivos, nascimentos, velhos, meia-idade, óbitos, demografia, portugalEstamos a chegar a um ponto problemático, de susto grande. Onde estão as crianças? Para onde vão os adultos? Quanto tempo aguentarão os idosos?

É verdade, no primeiro semestre, deste ano de 2012, morreram mais 16 mil pessoas do que as que nasceram. Aliando a isto, com a devida importância, o número de jovens e de meia-idade que partiram mundo afora, atrás da liberdade financeira que aqui lhes foi roubada. No entanto, não é só grave imensos estarem a falecer, ou muitos a partir, o número de nascimentos também caiu abruptamente, quase como cai a nossa economia.

De notar que o pior ano para a natalidade portuguesa foi o transacto, com cerca de 97 mil nados vivos, que se pensa este ano se reduzirão em cerca de 6 mil. Existe uma barreira psicológica, de 90 mil nados vivos, para definir o catastrófico, pelo que é fácil perceber o estado de alarme a que chega a demografia do nosso país.

O filme diz que o país não é para velhos, a nossa governação diz que não é para ninguém. Os novos que se ponham a andar e façam filhos lá fora, os mais velhos que faleçam que é esse que se poupa em reformas, e os que cá ficam que tenham juízo que o estado já paga muito da máquina social. No fundo, para eles, um sonho seria Portugal sem portugueses. Parece que nós, o povo, é que trazemos os problemas ao país, naqueles olhos enviesados de ganância.

Para encomenda de livros, sem portes: ricardoalopes.lopes@gmail.com

Para compra directa: http://www.bubok.pt/livros/6257/Realidades

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s