Engarrafamento da vida

transito, ponte freixo, porto, engarrafamento

Comecei a semana obstruído, preso num enfolhamento de carros por todo o lado. A velocidade era, sensivelmente, a de um caracol. Desesperante.

Já não me recordava de tanto tempo enfileirado num congestionamento, que não fosse o nasal das constipações desta altura do ano. A rádio, assim que bati de frente com uma fila parada, assim que me apanhei no centro dela, disse-me: acidente fecha acesso à ponte do Freixo. Ora, obrigadinho! Depois de estar lá no meio, de ser mais um dos assassinados em duas horas de espera, para uns míseros quinhentos metros, já de pouco me valia.

Não irei apontar a ordem, pois as vicissitudes de dormência do momento podem levar-me ao equívoco, mas dentro do carro tirei fotografias, mandei mensagens, fiz telefonemas, li e até escrevi. Fiz uma vida, coisas cotidianas, dentro do meu bichinho preto. Uma seca desponta, em nós, a necessidade de sanidade, a procura insensata de coisas para fazer. Eu encontrei estas coisitas, que podiam ter sido outras.

Entupido, mas comecei a semana. Se correu mal é porque, a partir de agora, só pode melhorar. Uma boa semana para todos, é o que desejo!

Para encomenda de livros, sem portes: ricardoalopes.lopes@gmail.com

Para compra directa: http://www.bubok.pt/livros/6257/Realidades

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s