O que é amar?

Amar não é procurar, é encontrar. É duvidar e depois não resistir, é amargurar e quem sabe voltar. É andar envolto num sorriso contagiante, que vai inflamando périplos. Amar é isto, sem se saber o que isto é.

Há amores feitos para eternidade, para se subjugarem a dias mais caídos, mais amorfos, com a certeza que a plenitude de viver trará amplitude e largueza a vivências ardentes. Às vezes beijar, outras apenas amimar e por vezes até só sonhar, tudo isto pode ser amar. Amar não é descrito, as folhas que acorrentam palavras silábicas de sentimento, são texturas vazias de arrepio. Os grandes escritores do amor são espelhos, conseguem reflectir almas em palavras suas, mas mesmo aí o amor não está descrito, está liquefeito em empurrões para cada um viajar no que é seu.

Amar é sentir pálpebras de uma coisa grande, grande. É andar aturdido do mundo com um sorriso colado ou uma preocupação inexpressiva. É pensar e pensar, sem saber no que se pensa, sem traduzir miúdes de congregações de ideias. Amar é ter ideias, que não se faz ideia. Amar é empolar um mundo inteiro para o interior de um carro pequeno e acreditar que ele pode andar na mesma. Amar é partir vidraças de igrejas vastas, com fogos de olhar. Amar é expelir dureza carnal, com fogachos de sonhos acendidos.

Amar é amar.

PS – Não se esqueçam, caso tenham curiosidade de saber mais detalhes sobre o livro que lançarei, lá para meados de Novembro, basta clicarem neste destacado: Livro – Ricardo Alves Lopes (Ral)

Anúncios

2 thoughts on “O que é amar?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s