São fantásticos

O final de dia está a bater-me à porta. Acho que, por agora, o deixarei à espera. Gozarei de mais um pouco deste sol, que me vai rompendo pela janela e acariciando o peito.

Hoje ainda não vos tinha encontrado nestas linhas, que com tanto prazer escrevo, por isso entreguei este estreito pedaço de tempo à vossa companhia. É giro não saber quem são, de que cor vestem os vossos olhos, com que luz emanam o vosso sorriso, com que ardência se entregam à vossa vida e mesmo assim gostar tanto de vocês. Há pouco, recebi uma crítica menos positiva a um dos textos que antecipadamente disponibilizei, do meu possível livro. Acredito que a pessoa em causa, alguém que me tem acompanhado nesta aventura, ou desventura, de sonhar com um livro meu, não se importará que aqui disponibilize o link. É este https://www.facebook.com/groups/118634761614210/

Seria estapafúrdio dizer que a crítica não mexe no meu ego, lógico que mexe, todavia deu-me uma vontade doida de melhorar. É isto que me tem alimentado uma escrita diária, as possíveis visões negativas, ou menos positivas, do que escrevo. Bem sei que cada um de vocês, que docemente me acompanham neste espaço, têm textos e formas de redacção que mais admiram e isso mesmo é o viando do meu dia, da minha escolha de palavras. É uma loucura tentar agradar a todos, mas com loucura é que se vive bem. Eu, pelo menos, acredito nisso.

Sonho um dia ser grande e admirado, confesso. Mas acima de tudo sonho continuar a viver esta bem-aventurada vida que levo, a rodear-me de pessoas que nunca terei palavras para descrever como me fazem feliz.  Obrigado, são fantásticos.

Anúncios

2 thoughts on “São fantásticos

  1. Olá Ricardo,
    Já me viciei. Já vim por umas três vezes aqui espreitar buscando leituras novas. Até me esqueço que, como seguidora, recebo notificações, nomeadamente através do Facebook. Mas eis que pela hora do lanche chegou o post de hoje.
    Vou falar por mim, claro está. Jamais pretendi mexer no teu ego de forma menos agradável, embora entenda bem que ele fique mexido. Garanto-te, no entanto que mexeste no meu, elevando-o. Como? Sabendo que consegui o que pretendia com a minha crítica menos positiva: que tivesses “uma vontade doida de melhorar”.
    Continua. Tu és feito daquela fibra de que todos os jovens deveriam ser. Da fibra de que eu sou feita, de que sei que as minhas filhas são feitas e de que espero que o meu filho também seja feito.
    Fico por aqui 🙂
    Bom resto de domingo e obrigada 🙂

  2. Anabela, é incrível como me vai amaciando o ego e estimulando a vontade de escrever mais, de fazer mais, com os seus comentários! É para mim um prazer perceber que lhe estimulo sensações boas na leitura, mas também a forma como estímulo a critica. A diferença de alguém que lê e gosta, para alguém que lê e é indiferente, é exactamente isso… a capacidade de perceber o que há a melhorar 😉

    Mais uma vez obrigado, Anabela. Fico honrado dos elogios que me fez 🙂 Uma boa semana.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s