Barcelona, a fuga perfeita

Recomendo uma escapadinha de fim-de-semana. Após aterrar em El Prat, peça um mapa. De lá, será possível apanhar logo o metro para o centro da cidade, que é o transporte preferencial, pois permite uma mobilidade rápida e eficaz, ideal para uma visita curta, mas completa.

Siga direto à praça de Espanha. Irá ver uma imponente fonte mágica e espetáculos incríveis, onde fruirá o Museu de Arte Nacional da Catalunha. Não obstante as belas obras de arte expostas, terá uma vista incrível da cidade. Poderá sorver todo o vigor desta bela urbe, despontando, ainda mais, a curiosidade para a visita.

Logicamente, a obra de Gaudi pode ser guia. Casa Milá (mais conhecida como Pedrera), Casa Batló e Sagrada Família são visitas obrigatórias. O Palácio e Parc Guel são igualmente indispensáveis, tendo no segundo uma nova vista periférica sobre a cidade, contudo o mar terá ganho uma nova influência no ornamento visual. Aproveitando esse apetite que a vista do parque aguça, deverá descer até à zona da praia. No Port Olimpic, terá o casino, os belíssimos barcos alinhados na marina e ainda um centro comercial, no meio do mar. Dali deverá ir para a rambla principal. Ficará apaixonado pelos artistas de rua e ainda poderá ver um sublime carro dentro do Hard Rock e seguir para o bairro gótico, não deixando de passar na Gucci, Hugo Boss ou Armani, no caminho até lá. No bairro gótico, não pode deixar de comer umas tapas. El Trópezon é apenas uma de muitas sugestões.

A seguir, com o estômago forrado, poderá sair do metro no Arco do Triunfo, atravessar a majestosa avenida e visitar o Parc da Ciutadella. Verá famílias e amigos a divertirem-se no extenso jardim, artistas de rua e um belo lago a permitir um passeio de barco. Não se esqueça de subir as escadas da fonte, banhada a dourado, para ver todo o parque.

Um pouco mais longe, mas acessível com o metro, é a visita a Camp Nou. A zona não apresenta grandes interesses, mas uma imagem, fora ou dentro do estádio, alegrará sempre o seu álbum da viagem.

Ir a Barcelona e não sair à noite está fora de questão, por isso não pense duas vezes antes de ir ao Ovelha Negra beber uma sangria. O preço não é muito caro, é um pouco à imagem da nossa Lisboa. A seguir, Razzmatazz é a maior, e mais conhecida, discoteca de Barcelona. É composta por 8 pistas, que abrem todas ao fim de semana. Todavia, junto à praia poderão encontrar mais opções, como a Sotavento ou a Opium, que permitem aceder livremente às esplanadas na praia, com um simples carimbo na mão. Uma dica para os homens: não levem calçado branco que não vos será permitida a entrada.

Os hostels serão sempre a melhor opção para o alojamento, num fim-de-semana. Pela quantidade e qualidade em que existem por toda a cidade, poderá escolher por preço ou localização, que encontrará sempre boas alternativas.

Organize o mapa e terá a possibilidade de em três dias embeber toda esta move de Barcelona. Seguramente, segunda-feira voltará ao trabalho e/ou às aulas com mais energia!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s