Governo avança para “Impulso Jovem”

Estará hoje a ser discutido, em conselho de ministros, o programa Impulso Jovem. Este projecto tem como ideia primordial potenciar as valências dos jovens, conforme o nome indica, não obstante, o essencial assenta em reembolsar empresas, que empreguem jovens desempregados de longa duração.

Num parágrafo de quatro linhas escrevi jovem, ou jovens, três vezes. Sendo uma informação sobre o governo parece-me, naturalmente, um bom indicador, até porque por nenhuma vez a palavra ‘estrangeiro’, ou o aglomerado ‘falta de oportunidades’, surgiu.

O governo disponibiliza-se para apoiar a formação profissional, o empreendedorismo e a contratação. Boas notícias, portanto.

Os traços gerais do apoio são o reembolso de 90% das contribuições para a Segurança Social, num período de 18 meses e num limite máximo de 150€ mensais. O limite teria que existir, naturalmente.  Porém, existe mais um prémio de integração – façam fila, senhores empresários – para os que promovam contractos sem termo. Será criada, ainda, uma linha de microcrédito que apoie o empreendedorismo e o financiamento de PME’s. A base de apoios será decidida conforme o número de funcionários da empresa e a duração do contracto. Onde pode dar um bocadinho de bronca é nesta fase, contudo, vamos acreditar que não.

Espera-se que 90 mil jovens sejam abrangidos por esta medida, que custará cerca de 350 milhões de euros, que, todavia, virão do QREN.

Desespero? É bem possível, o desemprego jovem já vai em 35%. No entanto, pouco importa o motor da medida, se favorecer os que farão o amanhã do país. Eu, felizmente, estou empregado, mas como não vivo numa ilha isolado, fico muito satisfeito com notícias destas. Aproveitando, também, para provar que não sou só um maldizente.

Logicamente, para os mais cépticos, o apoio é curto e o incentivo é aos incompetentes. Concordo que 150€ mensais não são uma fortuna, mas constroi-se uma lógica de apoio, e até se fala em prémio, por isso o caminho é o correcto. No que se refere à incompetência, infelizmente, não faz sentido. Digo infelizmente, pois, com a actual conjuntura, o que mais se encontra no desemprego é competências, não sendo por isso necessária uma pesquisa aprofundada para as empresas saírem a ganhar.

Começou hoje este novo espaço do blogue, espero que gostem.

Anúncios

2 thoughts on “Governo avança para “Impulso Jovem”

  1. Só é lamentável que, no mesmo dia o “glorioso” Relvas venha aplaudir os jovens que se decidiram pela emigração , já proposta, também pelo nosso ilustre PM…

    • Concordo que é lamentável, não propriamente por optarem pela emigração, mas essencialmente por serem os que por “obrigação” nos deveriam acalentar a esperança, de um futuro melhor para o país, que o sugerem.

      Certo é que temos que lutar por nós, sendo em Portugal ou no estrangeiro. Ninguén nos pode ajudar, numa altura que todos precisam de ajuda. É triste, por isso, cabe-nos a nós ganhar competências, para isoladamente nos alavancarmos e quem sabe criar um ciclo de positivismo, saindo todos a ganhar.

      Tenho noção que é uma visão, um tanto ou quanto, romântica, mas se o mau já temos, pelo menos que sobreviva o optimismo 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s