Sr Mourinho

Segunda-feira conversava com um amigo que me demonstrava o desagrado por eu aqui não ter posto ainda uma referência a esse grande senhor que é o Mourinho. Apontamos quinta-feira como o dia ideal para eu levar a cabo esse desafio. Teria o acréscimo de lhe poder dar também os parabéns pela passagem do seu Real à final, não há final, mas os parabéns mantêm-se.

Ao segundo penalty falhado pensei para mim: não aguento esperar por amanhã para escrever este texto.

Sei tão bem quanto vocês -os que o aplaudem e os que o assobiam – que ele não é consensual. Avançando por um campo lírico, poderia dizer que é por esse motivo que o admiro tanto, mas não é.  Eu admiro-o pelo mesmo motivo que todos os outros o admiram, que é exactamente o mesmo motivo porque outros o detestam: Ganha muito! Ganha muito dinheiro; ganha muitos trofeus; ganha muitos combates públicos; ganha muitos fãs; ganha muitos amigos; ganha muitos ódios; ganha muitos inimigos; tudo em Mourinho é ganhar, como poderia eu não o admirar?

Poderia reservar aqui algumas linhas para outro português, que hoje verá os dois golos que marcou no tempo regulamentar esquecidos por um penalty falhado, mas não é sobre ele que hoje escrevo. Não é, mas também merecia.

Já amei o Mourinho, ele já me foi indiferente, já o detestei e agora admiro-o e respeito-o muito. A cronologia desta afirmação é a seguinte:

Benfica -> Leiria -> Porto -> Chelsea, Inter e Real

Mas o certo é que em todos estes meus estados de espirito em relação a ele, ele manteve-se brilhante.

Quando o acusam de ser arrogante, eu pergunto-me como é possível sê-lo se continua a vencer, a trabalhar diariamente em novas metodologias, em novas formas de conquistar o melhor dos jogadores, da sua estrutura e dele mesmo. Por vezes pergunto-me também se eu é que não seria arrogante se estivesse no lugar dele.

Não é novidade que sou um grande entusiasta dele, mas tornando-o tao palpável, como este texto proporciona, sei que abrirei o meu peito a balas. Criticas que serão feitas à minha admiração, com o objectivo longínquo de o atingir a ele. Mas certeza existe apenas uma:

Mesmo com o dia de hoje, ele ganha como o caraças!!

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s