Make a Wish

Vagueava, pelas folhas brancas do meu pensamento, na busca de solenizar tão nobre dia, em tão humilde espaço.

Make a Wish

Um estrangeirismo como poderia ser o caminho de um dia tão português? Pela sua meritória acção. Make a Wish Portugal, é uma instituição que realiza sonhos de crianças, desde a mudança do guarda-fatos, à companhia de um dos seus ídolos. Poderá parecer supérfluo, mas quando se trata de crianças, mais ainda carentes, nada é supérfluo.

Assim encontrei o meu rumo, para a homenagem ao 25 de abril. Dia esse, que não foi mais que isso mesmo, a concretização de um desejo, de um sonho: a materialização da liberdade, naquele ano de 74.

Combatentes de armas em riste, para apenas dispararem cravos; pessoas, humildes ou abastadas, de esperança em formação, para a executar em sorrisos e gritos de libertação; ditadores de coração na mão, para caírem aos pés de uma revolução; não estou certo do brilhantismo da analogia do coração na mão.

Trinta e oito anos de governação certa e errada, de povo nobre e erróneo, de nação valente ou, simplesmente, mortal, mas acima de tudo, 38 anos de liberdade. Da abençoada liberdade, que hoje me permite estar aqui, atrás deste computador, a escrever-vos estas palavras, que agora vocês lêem.

O meu obrigado a todos os que nos permitiram celebrar este dia, com a certeza que, por maiores que sejam as dificuldades, somos livres. E isso não tem preço.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s