Portugal dos velhinhos às ‘escuras’!

Hoje é o dia em que os distritos de Lisboa, Santarém, Setúbal e Évora (cerca de 2 milhões de habitantes) ficam sem o sinal analógico, acolhendo de imediato o digital. Ou não será de imediato?

Esta é uma notícia que há muito vem sendo notícia, por ser noticiada nas notícias. Desculpem, entusiasmei-me em demasia com a palavra. Toda a facilidade que o nosso (querido?!) Pedro Granger anuncia dissipa-se nas mãos de um velhinho. Não por serem menos inteligentes, ou capazes do que qualquer jovem, apenas pelos mundos diferentes em que vivemos, mesmo coabitando no mesmo. Já se imaginaram a dizer à vossa avó, do interior:

– Oh vovó, pega no meu disco externo de 500 gygabites, liga o cabo à entrada usb, do pc, que eu fiz um download com virose e agora tenho que fazer um reset ao disco.

A resposta não é imediata, é no dia seguinte… em pleno largo da igreja.

– Umbelina, estive ontem com o meu netinho. Ele é um entendido nos computadores, percebe daquilo tudo. Tenho tanto orgulho nele, vai arranjar um bom trabalho.

Mal sonha ela que o download com virose era tudo menos instrutivo, mas por uma avó feliz fazemos tudo.

A questão é um pouco essa, o Granger diz que é só ligar à televisão. Não explica que é a ficha de 21 pins, não explica porque sabe que 90% do público-alvo daquele anúncio não perceberia. Isso não abonaria a favor da ANACOM, por isso não interessa. Porém chega a hora desses senhores e senhoras, de costas vergadas, pernas fracas e mãos estragadas, que já tanto deram a este país, irem a uma Worten comprar o descodificador. Pamba, já levaram com os 21 pins! Podem dizer-me que eles não vão à Worten, que eu acredito, só não acredito que se encomendarem ao carteiro ele irá montar em todas casas. Pamba, já levaram com os 21 pins, outra vez!

Poderia falar no auxílio dos familiares, mas num mês, num único mês, que foram descobertos 17 idosos falecidos, sozinhos, nas suas casas, poderia não ser de bom tom.

Porém, tudo fica mais fácil quando os nossos velhinhos (termo carinhoso) perguntarem:

– Oh, senhor, desculpe. O que muda com isto?

Prontamente receberão de resposta:

– Tudo, os seus dias não serão os mesmos! Antes tinha quatro canais que vinham através de um sinal recebido pela antena e que transmitia no seu televisor. Agora não, é com muito mais pinta. Continua a ter quatro canais, mas através de um sinal que a antena recebe (prepare-se que agora é que vem a surpresa) que o fantástico aparelho que adquiriu irá descodificar, para dar na mesma no seu televisor.

– Finalmente, já podiam ter feito isto há tanto tempo! – Exclamam os velhinhos.

Como sou uma pessoa que valoriza os gestos de ternura e solidariedade, quero deixar aqui uma palavra à PT e ao nosso Estado. Esses grandessíssimos bem-feitores. Prontamente se disponibilizaram para qualquer pessoa com deficiência superior a 60 %, ou que receba uma pensão inferior a 500€, que esteja disponível para enviar todos os comprovativos da deficiência, do vencimento e a factura de compra do aparelho, num prazo de 60 dias após o adquirirem, irá ter direito a uma análise exaustiva e, quem sabe, uma aprovação, para receber a fantástica quantia de 50% do preço do aparelho, até um tecto de 22€, para ajuda de custos. Deixem-me admitir a minha debilidade face a tão nobre acto, destes senhores. Que prazer viver num país onde existe uma PT e um Estado. Fazem os nossos dias mais bonitos.

Como nota final: TVI, não se assuste se hoje quebrarem as audiências do Goucha e das novelas. Os velhinhos continuam a gostar, não têm é televisão.

Anúncios

4 thoughts on “Portugal dos velhinhos às ‘escuras’!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s