Falem bem ou falem mal… mas falem de mim!

Não existe boa, nem má publicidade, existe publicidade!

Quem já não ouviu esta expressão? Quem já não ouviu também: “Não há boa nem má publicidade, há publicidade!”

Neste texto irei dar a minha opinião em relação a esta temática. Baseada não em dados, nem estudos, mas sim numa simples ideologia que criei de diversas opiniões que fui ouvindo. Não me julguem á partida, nem se guiem pelo que eu digo.

Falando bem, á partida, toda gente gostará. Mas e se falarem mal? E se criarem um boato ou juntarem as coisas menos boas para se criar uma imagem muito má?

Desde logo destaca a vossa importância, sempre que existem pessoas capazes de vos queimar é porque estão atrás de vocês. Isto porque quando se vai á frente, mesmo que por uma curta distância, cria-se em nós uma soberania que faz com que os outros nos preocupem menos. Por isso, desde logo, se vos criticam pelo prazer de criticar, ou procuram as coisas menos boas para as destacar, ganhem o orgulho de saber que vão na frente. Isso não chega para transformá-lo em algum positivo, é apenas um grande passo. Um safanão de motivação!

Mas como falarem mal não se considera publicidade má, apenas publicidade?

Se forem competentes e seguros de quem são, se souberem que não passa de um boato, ou de um momento menos bom que não apaga os fantásticos que tiveram, será apenas um foco de atenção. Se tiverem um ponto contra e cem a favor, o boato, ou o destacar do ponto contra vai chamar a atenção para vocês. Em que é que isso é bom? É bom porque vos dará a possibilidade de destacar os cem pontos positivos, que diminuem o negativo, e que em condições normais não teriam essa visibilidade para destacar. Se for um boato poderão defender-se, mostrar às pessoas como foram injustiçados, ganhando logo empatia delas.

O fundamento do não há boa nem má publicidade é esse. A capacidade dos bons, que não temem, ganharem uma visibilidade que em circunstâncias normais seria difícil terem.

Assim, é fácil concluir que se somos bons não temos que temer que falem bem ou mal, até podemos agradecer. No entanto, se tivermos telhas de vidro a história é outra. Bem, isso dava outro texto!

Tenham um bom domingo e lembrem-se… quem fala vem atrás!

Anúncios

5 thoughts on “Falem bem ou falem mal… mas falem de mim!

    • Apenas é mais difícil porque os sentimentos ligam o “complicómetro”. Mas assim é mais giro viver, torna-se mais incerto e faz-nos tremer mais. Se vivêssemos de definições, como ás vezes aqui faço parecer, tudo perderia piada. Giro é falar sobre as coisas, debate-las, e quando chega a hora de aplicá-las ficarmos à nora e cheios de dúvidas 😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s